Arquivos do Blog

Entre engajados, baderneiros e coxinhas

Último dia do outono brasileiro - 20/06/2013 - Pax, Paulista

Último dia do outono brasileiro – 20/06/2013 – Pax, Paulista

Acompanhei três dos seis atos realizados pela cidade. Todos, em algum momento, tiveram seus momentos de calmaria, celebração da democracia e protesto pacífico, e em outros momentos foram marcados por agressões, desordem pública e atos de vandalismos por pequenos grupos infiltrados nos protestos.

Mas o que vi ontem foi a parte mais triste de todos dos atos. Esqueceram o motivo de porque estavam lá.

Uma multidão, dispersa sobre a avenida mais famosa do país, mas em direção evidente. Uns comemoravam algo, outros não sabiam porque estavam naquele lugar, e outros só pela “curtição” do movimento. Lamentável!

Este é o problema do Brasil: Muita gente mal informada, ou que não tem a menor vontade de se informar ou engajar-se. É certo que a grande parte do publico presente ontem não estava engajada nos outros protestos que foram realizados pela cidade. Ouvi muita gente falando: “Vou dar uma passada na paulista que tá fechada e depois vou embora”. Bem, qual o sentido disto? Não querem nem ao menos saber pelo que algumas pessoas estão lutando? Infelizmente a manifestação, nos últimos dias, virou um evento “Cool”, e fazer parte da ~manifestação~ ficou ~super legal~!

Aos que realmente estavam presente por uma causa, acreditando na melhoria das condições de vida do brasileiro, estão de parabéns. Aos que foram porque acharam os cartazes legais: acho que vocês precisam aprender um pouco mais sobre política, engajamento e movimentos sociais antes de fazer fotos “criativas” para aparecer no facebook.

Dessa vez sobrou até para o Candy Crush Saga

Larga o Candy Crush e vem pra rua

Larga o Candy Crush e vem pra rua

Dessa vez nem os joguinhos dispersisvos ficaram de fora dos protestos.

O tumblr http://cartazesdosprotestos.tumblr.com reúne uma porrada de bons cartazes que proliferaram durante as últimas manifestações em SP. Cada um melhor que o outro!

17/06/2013 – O dia D

Vem pra rua!

Vem pra rua, pois uma cidade muda não muda!

Hoje eu acordei…    …e não foi um sonho. Não era um sonho! Era o povo!  Sem ode, sem fantasia,  sem eufemismo, sem extremismo. É o povo.  Não é apenas a força do pensamento: é o pensamento transformado em ação.
Atitude.
Não o povo como costumamos nos dirigir,  de forma pejorativa. Era a união de pessoas que não se conformam com tanto descaso e violência nesse país, tanta podridão nos co…rredores das repartições públicas e a ausência do público nos hospitais e às coisas básicas da vida.
Eu era só mais um em meio a tantos.
Assim como tantos que se imaginavam únicos, e os únicos formaram o coletivo. Você pode julgá-los, questioná-los, odiá-los ou amá-los. A única coisa que você não pode fazer neste momento é ignorá-los. Porque eles são as peças redondas nos buracos quadrados. Eles mudam as coisas:
O POVO

Primeira pedalada para o trabalho [Multimodal]

Detalhe do relógio antigo da Estação de trem de Santo Amaro

Detalhe do relógio antigo da Estação de trem de Santo Amaro

Já não é de hoje que pedalo. Eu sempre gostei, mas só parei por alguns anos da minha vida em que estava comprometido com meu futuro profissional.

Ia para o curso de bike quando tinha 16 anos. Até os 18 usava a bike como meio de transporte também, não só como lazer ou esporte.

Eis que hoje, muitos anos depois, volto a usá-la como um modal de transporte.

Eu tenho um carro, mas não acho muito inteligente usá-lo para ir e voltar para o trabalho/faculdade diariamente. Existem meios de transporte mais inteligentes para fazer isso. Como eu utilizo os trens da CPTM, consigo usar o tempo de traslado para ler, navegar ou atualizar meus projetos pessoais.

Hoje, eles pararam. GREVE. E justamente trecho que eu utilizo. Eu não tenho a menor vontade de vir trabalhar de carro. Então…

Vim de bike! Vim com meu carro até interlagos, onde tem uma das entradas da ciclovia, com meu pai para que ele levasse o carro de volta. E então de interlagos vim até a Vila Olimpia, pela ciclovia. Foram 17K em 50 Minutos. Vim mais devagar para não suar, e com a mountain bike (a minha fixa está com um barulho estranho no movimento central).

E olha que ainda vim de Cycle Chic, vestido de social para trabalhar no escritório.

Marginal pinheiros no dia da Greve da CPTM

Marginal pinheiros no dia da Greve da CPTM

Esta foto aí de cima é da hora que eu estava voltando pra casa. Mostra claramente a burrice de uma metrópole não planejada para pessoas. Como houve a greve na linha esmeralda, várias pessoas correram para seus automóveis para garantir seu conforto em meio às ruas cheias de carros vazios. Eu fiz minha parte hoje, utilizei um transporte não poluente e consegui ir e voltar sem maiores problemas. Vamos mudar essa mentalidade de que o único transporte que existe é o automóvel. Precisamos rever nossos conceitos para criar uma cidade cada vez melhor.

Guache na Paulista (Protesto na Avenida Paulista)

Ontem fui comemorar o aniversário da Claudia (minha amiga) lá na Augusta. O pessoal ficou com receio por conta das manifestações, mas creio que tudo ocorreu bem, pois nem notamos a turma passando por lá. Por volta das 18 horas começou a chover, o que inibiu um pouco os animos dos mais exaltados.

Quando vi esta pintura hoje, lembrei imediatamente do cenário de ontem: Paulista, Chuva, policiais e pedestres à espera de algum movimento. Assim estava a paulista (e adjacências) ontem.

O desenho abaixo é de autoria de Davi Calil, qu eu encontrei por acaso no facebook e resolvi compartilhar aqui:

Guache na Avenida Paulista - Davi Calil|

Guache na Avenida Paulista – Davi Calil|

 

“GUACHE da Avenida Paulista ontem a noite!
na boa, tem que sair pra protestar sim… eu sei que atrapalha a vida de um monte de gente, que infelizmente tem depredação e vandalismo, mas é assim em todo lugar onde as pessoas se revoltam e revindicam alguma coisa (França, Grécia, Egito, Turquia, etc).
é revoltante viver num país que tem os políticos mais caros e incompetentes do mundo, que vivem cheios de mordomias, aumentando os próprios salários e pagam uma merreca para professores e policiais.”

Cenas da Paulista – Protesto {A Arte da Guerra}

A sociedade brasileira vive em eterno berço esplêndido, sempre à espera de algo que nunca vem. Vemos luzes no fim do túnel, e sempre esperamos que os jovens tomem a iniciativa de mudar as coisas. Eu estava ontem na paulista durante o protesto, e aproveitei para registrar pequenos momentos. No instante em que eu me encontrava por lá, o núcleo do protesto já havia passado pela avenida, deixando seus rastros. Não tiro a razão deles se manifestarem, enquanto a ~grande mídia~ tenta colocá-los como reacionários a uma ordem perfeita das coisas (o que não é a verdade). Algumas fotos do conflito de ontem:

Como um bônus, uma foto minha ainda foi publicada na galeria de fotos do UOL sobre o protesto. ACORDA BRASIL!

Indignação



Mais uma vez estou indignado com a Yescom. Nessa semana tem a corrida no autódromo de interlagos, que é a super 9. Legal, uma vez que é pertinho de casa. Ontem eu entrei no site do evento para obter as informações de retirada do Kit, e fiquei surpreso ao saber que vou ter que me deslocar na semana daqui da Zona Sul (Ou do Centro, onde trabalho) até a zona oeste, mais precisamente na Pompéia. Cara, é incrível como a Yescom sempre coloca a retirada de Kits muito, mas muito distante de onde se realiza o evento. Se eles fizessem como a corpore, que em diversas provas entregam o Kit no próprio dia do evento, este tipo de situação não seria tão chato. #prontofalei

%d blogueiros gostam disto: