Metrô de SP reativa bicicletários em 10 estações em Julho de 2013

Metrô de SP reativa bicicletários em 10 estações de metrô
Metrô de SP reativa bicicletários em 10 estações de metrô. Foto: http://meutransporte.blogspot.com.br

O Horário de funcionamento inicial é entre 7h e 22h, e os bicicletários funcionarão como estacionamento e aluguel de bikes.

Os bicicletários instalados nas estações do Metrô de São Paulo, que estavam desativados desde o ano passado, voltaram a funcionar nesta última sexta-feira (5 de Julho).
Agora, dez bicicletários entraram em operação nas estações:

  • Liberdade
  • Paraíso
  • Vila Madalena
  • Tamanduateí
  • Brás
  • Carrão
  • Corinthians-Itaquera
  • Guilhermina-Esperança
  • Santa Cecília

A empresa credenciada pelo Metrô mudou, e agora o serviço é prestado pela Brasil e Movimento (FGTV Produções), que irá administrar os espaços em parceria com a Associação dos Condutores de Bicicletas de Mauá (Ascobike). Não me perguntem a atuação desta associação, eu não sabia da existência dela.

A empresa irá oferecer vagas de estacionamento e também irá alugar as bikes. Inicialmente, cada estação deverá ter no mínimo dez bicicletas para aluguel e dez vagas para estacionamento, mas esse número poderá ser ampliado dependendo da demanda de cada estação ou região. As bicicletas possuem tamanho médio e cor amarela, além de câmbio de seis marchas, cesta dianteira e aro 26. Uma alternativa ao serviço do Itaú, que já está bem difundido na região CENTRAL de São Paulo, o que acaba excluindo áreas mas distantes do centro.

O estacionamento será gratuito para o período de 12 horas. Passado esse período, será cobrado R$ 2 por hora adicional de uso (Mais barato que o itaú, mas também não é em qualquer lugar que vocÊ consegue devolver a bike).

Para estacionar a bike

Não vá achando que é só chegar lá com o seu cadeado, trancar a bike e pronto. Eu quebrei a cara uma vez no bicicletário da Vila Olimpia achando que era deste jeito. Nos novos bicicletários, quem deixar a bike no local terá que preencher uma ficha com nome, RG, endereço, marca da bicicleta, cor, valor e um termo de compromisso em que se obriga a trancar o equipamento com cadeado de boa qualidade (???).

Empréstimo

Já para o empréstimo, os primeiros 60 minutos serão gratuitos, segundo a Ascobike. Após esse período, o usuário vai pagar R$ 2 por hora. Para ter acesso ao serviço, o interessado deverá preencher uma ficha cadastral e tirar uma foto em um dos dez bicicletários. As informações do ciclista serão informatizadas, armazenadas e compartilhadas em rede. Já as bicicletas serão identificadas por placa numérica ou código de barra. O usuário precisa ter um cartão de crédito com limite mínimo de R$ 450.

Todos bicicletários terão ferramentas disponíveis caso o ciclista precise fazer algum reparo. A empresa credenciada deverá ser responsabilizada em caso de dano, furto ou roubo dos equipamentos.

Fase de testes

Nos primeiros 60 dias de operação da nova administração, os bicicletários funcionarão todos os dias, incluindo domingos e feriados. Em seguida, será feita uma avaliação para definir o horário de funcionamento de cada bicicletário.
A Brasil e Movimento e a Ascobike receberam autorização para administrar os bicicletários do Metrô. Elas não pagam pelos espaços e podem explorar a publicidade e o aluguel de bicicletas nos locais. Se você é a favor de um transporte mais humano e consciente, procure ajudar estes novos bicicletários utilizando-os ou opinando sobre o que falta ou o que pode melhorar. Assim pode contribuir para a melhoria contínua do transporte em SP

01 de Janeiro de 2013: O primeiro treino do ano

La Prima Running - Corrida de Rua de um jeito diferente

Sim, é isso mesmo! Dia 01 de Janeiro. Primeiro dia do ano.
Eu costumo fazer um treino no primeiro dia do ano para que já comece com o pé direito e o esquerdo em movimento. Nos próximos dias faço o post mais elaborado sobre os 13K que fiz hoje, sobre a São Paulo quase irreconhecível pós réveillon. Sensação de estar em um lugar que não existe, ao menos nos outros 364 dias do ano.
Realmente eu fiz um post mais detalhado, mas publiquei no Runnaholics pelo teor lúdico e simbólico desse treino. Estou colocando umas fotos aqui dos lugares que passei, mas recomendo fortemente a vocês lerem o meu relato sobre esse treino no Runnaholics.
É um dia muito diferente dos outros. Mesmo que você não queira, a coletividade encarrega-se de tratar o dia 01 como um dia excepcional, onde você esquece tudo o que viveu no ano passado, para investir neste novo ano. Assim é o que faço com minha vida e meus treinos. Muitas vezes eles são orientados para que eu corra, saia um pouco de uma situação que estava pensando e passe a enxergar o problema de outra forma, ou encontrar a solução para aflições e demais preocupações e tristezas. Assim foi a La Prima Running. Uma corrida simbólica, que passa por pontos importantes da cidade, e lugares onde eu passei que me marcaram muito, como o bairro da Liberdade.
Espero que gostem do relato. Está realmente mais extenso que os últimos posts que eu publicava, mas é de coração, hehe.

Ah, esqueci de dizer: Todas as fotos abaixo foram feitas enquanto eu corrida, registrando a cidade.
Corrida no Bairro da Liberdade - SP
Templos budistas, ruas vazias e lanternas apagadas era o que se via na Liberdade 

Corrida no Bairro da Liberdade

Templo Budista - Liberdade

Gasto as paredes
Muito amor, mas a raiva é um dos combustíveis da alma.

StreetArt - Praça Paulo Kobayashi - São Paulo
Arte Urbana e intervenções pela cidade marcam a paisagem do centro de São Paulo – Praça Paulo Kobayashi 

StreetArt - Praça Paulo Kobayashi - São Paulo

 Arte Urbana e intervenções pela cidade marcam a paisagem do centro de São Paulo – Praça Paulo Kobayashi

De cenas lindas até chineses sendo roubados no bairro da Luz. Sim, isto é SP 

Natal na 25 de Março

Deusa Diana - Parque da Lux
Diana, uma deusa que recusa o casamento e se entrega às batalhas. Alusão às mulheres modernas e especiais, sempre à luta – Parque da Luz

Se você quiser ler o post, o endereço no Runnaholics é esse: http://www.runnaholics.com/2013/01/LaPrimaRunning.html

1ª Corrida e caminhada Nipo Brasileira

No último dia 29 pude participar da primeira corrida e caminhada Nipo Brasileira. Essa aí foi corrida em família, minha irmã e meu sobrinho também participaram.

A retirada do Kit foi na BUNKYO: Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa, um lugar que eu visitei muito entre meus 16 e 20 anos, uma época em que eu estava mergulhando na cultura oriental e ia a liberdade sempre que podia para estudar japonês, comprar uns quitutes e admirar a cultura oriental.

Estátua do Jardim do BUNKYO: Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa

Eu, Sonia e o Fernando na 1ª Corrida e caminhada Nipo Brasileira
Eu, minha irmã Sonia e meu sobrinho Fernando

Bem, apesar do anúncio de 10k da prova, no fim das contas fomos surpreendidos novamente com a informação de que a prova teria 9.3K (Sacanagem, hein?). Guardei meu sprint todo para o último Km, se soubesse dessa diferença na distância já teria arrancado lá pelo oitavo Km.
Eu já estava recuperado do acidente, então pude fazer um tempo bacana nessa prova. Depois de um bom tempo, estou correndo abaixo da casa de 5min. por KM.

E como pretendido, a província vencedora desta corrida foi a que eu tinha escolhido para defender: A província de Okinawa foi a grande vencedora!!!

Abaixo a classificação das províncias participantes:

Okinawa  121
Tokyo  107
Hiroshima  74
Fukushima  60
Fukuoka  37
Kumamoto  37
Nagasaki  36
Osaka  36
Hokkaido  35
Akita  27
Kagoshima  27
Ibaraki  26
Okayama  22
Saga  21
Kyoto  19
Shizuoka  17
Yamaguchi  15
Aiichi  14
Miyagi  14
Kagawa  12
Kochi  11
Ehime  9
Mie  9
Yamanashi  9
Niigata  8
Chiba  7
Yamagata  7
Ishikawa  6
Miyazaki  6
Nagano  6
Saitama  6
Tottori  6
Wakayama  6
Aomori  5
Guifu  5
Gunma  5
Hyogo  5
Kanagawa  5
Nara  5
Oita  5
Shiga  5
Iwate  4
Fukui  3
Shimane  3
Tochigui  3
Toyama  3
Tokushima  2

Foi muito legal ver a participação da comunidade nipônica comparecendo em peso, e uma grande participação de idosos e não atletas nesta prova. espero que tenhamos mais edições, pois é sempre legal participar do primeiro evento e depois relembrar como tudo começou. Esta prova tem tudo para dar certo, principalmente se os próximos percursos passarem pelo bairro da Liberdade, o que foi motivo de questionamento de vários corredores presentes no evento.
さよなら (Sayonara)