Arquivos do Blog

Mente disruptiva ou defensiva? A escolha é sua

Lego's Tsumani

Até que ponto você é inovador na sua profissão ou área em que atua? Sua empresa é ágil e competitiva o suficiente para manter-se em grandes crises? Qual a cultura que você procura disseminar para o seu time? São aspectos importantes para vencer no mundo empresarial, afinal os mais fracos são derrotados, e os mais fortes sobrevivem. Assim como na selva, este é o lema para a sociedade atual dos negócios.

Para dar certo, é importante que você se prepare o suficiente para novos desafios, situações desconhecidas, revezes e mudanças drásticas (pivotagem) em sua atuação. Prever as ondas a seguir é essencial para saber quanto esforço você deve investir para manter-se de pé. Mas como? Podemos usar um exemplo de uma situação muito diferente do mundo empresarial, mas que ao mesmo tempo pode ser totalmente aplicável ao mundo dos negócios: o Surf.

Isso mesmo, mais especificamente na prática do surf na Califórnia.

Há apenas duas semanas no ano em que as ondas em Mavericks, Califórnia do Norte, são grandes o suficiente para atrair surfistas do mundo inteiro. Estas ondas são conhecidas como as maiores mundo. Mas como é que os melhores surfistas que vivem em diferentes lugares ao redor do mundo sabem quando os grandes ondas estão quebrando? Eles ouvem atentamente as previsões vindas de rádios especiais que carregam com eles onde quer que eles vão. Estas previsões são originárias de boias especialmente colocadas no Oceano Pacífico, que enviam informações para meteorologistas sobre o tamanho das ondas que se aproximam da área. Quando as ondas atingem um tamanho específico, os meteorologistas enviam uma mensagem de “Alerta Mavericks” para a comunidade surfista de ondas grandes.  Da mesma forma, a sua empresa tem “boias” para se certificar de que vocês raramente serão surpreendidos quando ondas começarem a bater à sua porta?

Os melhores profissionais raramente são atordoados por ondas deste tamanho, pois são leitores vorazes das tendências econômicas, sociais e políticas, o que os ajudam a ter um senso do inevitável que se aproxima. Eles procuram entender as implicações destas “ondas”, formulam estratégias e partem para a execução o mais rápido possível. Por isso é importante refletir: você tem os melhores profissionais para lerem o cenário atual, entenderem a necessidade dos clientes e também trabalharem em equipe com todas as áreas? Se a resposta for não, sinto-lhe informar meu amigo, mas você pode ser engolido pela onda…

Não há dúvidas que ter um mindset disruptivo é essencial para manter-se na liderança nos dias de hoje. Afinal, só lidera quem tem controle do seu futuro, e tem a capacidade de antecipar grandes mudanças de forma benéfica para si e para a sociedade.

(A foto deste artigo foi tirada durante a exposição The art ot the brick, na Oca, Parque Ibirapuera).

 

O dinheiro será você mesmo (O fim do dinheiro de plástico)!

Se você está achando estranho o fim do papel, imagine agora o fim do dinheiro de plástico! É o que percebi com o novo comercial do Itaú no Youtube, desmistificando aquele aparelhinho que eu via nos caixas automáticos mas nunca sabia se servia ou não (o Bradesco tem um pior ainda, que é gigante e cabe a palma da mão, mas até hoje eu não vi funcionando). Assista ao vídeo abaixo para entender melhor a idéia. Uma solução dessas para pessoas como eu (que vive esquecendo onde deixou os cartões) é muito útil e facilita a vida. O único problema em nosso país é o caso dos ladrões começarem a roubar seus dedos para tentar fazer um saque pelos caixas eletrônicos.

Talvez, em um futuro próximo, você possa fazer compras em supermercados e lojas que você tem preferência apenas com o uso de sua digital. Poderão surgir novas empresas e comércios só para a conversão e utiização da digital como um novo meio de pagamento. Uma nova forma de transação financeira irá surgir nas próximas décadas. Se você acha que o dinheiro de papel é antigo, e que o dinheiro de plástico é o futuro, vai ficar surpreso quando descobrir que o dinheiro pode ser você mesmo.

%d blogueiros gostam disto: