Arquivos do Blog

Que tal começar o dia com um brainstorm?

design_thinking

  1. Adie o julgamento, não existem más ideias nesta etapa, o importante é pensar;
  2. Tenha idéias malucas! Essas ideias são as que geram inovação;
  3. Construa sobre ideias de outros, desafie a si mesmo a construir algo sobre a ideia de outra pessoa e torná-la melhor;
  4. Esteja focado no tema, melhores resultados são obtidos quando todos mantém a disciplina;
  5. Seja visual, tente recrutar o lado lógico e o lado criativo do cérebro, use e abuse dos post-its, lousas, desenhos e protótipos;
  6. Converse com apenas uma pessoa por vez, as ideias precisam ser ouvidas;
  7. Estabeleça um objetivo alto para o número de ideias, depois, ultrapasse esse número;
  8. Experimente colocar as idéias em prática, imagine-se nelas;

Tenham uma ótima semana!

Anúncios

Como ter mais criatividade?

Creative Brain

Essa é a pergunta de 1 milhão de dólares. Saiba que a resposta é muito mais fácil de encontrar do que você pode achar. Afinal, a criatividade é um hábito que você passa a adotar conforme melhora o seu comportamento, criando hábitos que facilitam o exercício de imaginar e sair do status quo. Eis algumas dicas:

Acorde Cedo: é na manhã que todos estão dormindo, ou quando ninguém te vê se você está trabalhando, correndo ou imaginando que você consegue bons insights.

Exercite-se frequentemente: normalmente você se torna mais criativo depois de praticar exercícios. Há uma série de estímulos que o corpo inicia depois da endorfina. Experimente!

Tenha disciplina: Muita estória fantasiosa faz alusão à falta de regras e disciplina para ser criativo. Nem sempre. Você pode ter uma estrutura mental ou linhas de raciocínio, e a partir destas linha exercer sua criatividade para melhorar ou romper estas “regras”.

Mantenha o seu trabalho diário: Você pode conciliar perfeitamente o trabalho com o exercício da criativdade.

Aprenda a trabalhar em qualquer lugar, a qualquer hora: Essa é a minha dica favorita. Eu funciono muito assim: não tenho exatamente uma hora ou um período para imaginar soluções novas. Eu procuro trabalhar na hora em que eu puder, e onde estiver. Seja numa Starbucks, na rua, no parque e até no escritório.

Blocos criativos são apenas enrolação: Não basta ter uma ideia criativa e deixá-la restrita à um estágio de desenvolvimento. A ideia é livre e você precisa entender que quanto mais pessoas souberem dela, e quanto mais ela for exposta, mais fácil será comprovar se ela é efetiva ou não.

Versão super enxuta desse post aqui

Projetos Artísticos

Quantos de vocês têm projetos? Não aquele projeto na cabeça, aquele lance de realizar mesmo!
Sabe, planejar algo, definir metas, estipular prazo e botar pra fazer. Há alguns anos tenho bons projetos engavetados aqui na minha caixola, algumas anotações do Google Docs e alguns esboços em casa em papel amarelo com caneta nanquin. Até agora, espero alguém com atitude para tocar em parceria. Ironicamente, ainda não coloquei vários deles, inclusive os mais criativos, pois sempre achei que precisava de outra pessoa para atuar junto. De tanto que procurei por meu amigos para fazer parte de projeto e sempre ouvi: “Ah, mas é complicado”, “Não tenho disponibilidade” ou “Será que conseguimos”, acho melhor tocar os projetos sozinhos mesmo. Afinal o melhor amigo de você é você mesmo.

Sempre procurei pessoas para fazer as coisas juntas. Por vários anos deixei de fazer coisas incríveis por que amigos não topavam a idéia. E eu achava que não valeria a pena fazer isto sozinho.

Bem, nos últimos anos eu realmente aprendi a viver sozinho. Foram várias experiências, desde o término de um relacionamento de 5 anos até a perda de algumas amigas ao longo dos anos e o esquecimento de outras.

Assim, passei a planejar minha vida como um agente solitário, tendo que resolver os problemas por conta própria e sem necessitar da ajuda de outros. Assim toquei os projetos em 2012 e inicio novos em 2013.

Mas eu não posso deixar de agradecer os meus amigos que também toparam fazer trabalhos em conjunto:

O Wanderlust Project – Projeto de saídas fotográficas em parceria com a Amanda Nakazato

Fez o meu interesse por fotografia voltar com força em 2013, com a ajuda dela para sair às ruas e desenvolver/aprimorar o olhar fotográfico através das lentes

O Runnaholics – Site sobre corrida de rua com o Rodrigo Barros

Apesar dele não postar muito (hehehe), o Runnaholics saiu melhor do que a encomenda: Possibilitou relatar sobre curiosidades e experiências nas corridas e conseguiu uma boa visitação pelo público que corre ou que pretende iniciar nos treinos.

Alguns projetos tiveram início, meio e fim. Outros tiveram início e fim, e alguns ainda estão começando. Há muito mais por vir, mas desta vez eu entendo a necessidade de se começar algo, mesmo que não tenha o apoio de outras pessoas, pois só assim os outros acreditam que algo irá começar!

E se você hesitar em fazer algo, lembre-se da famosa frase de Shakespeare (via insistimento):

"O maior erro que se pode cometer, é ter medo de cometer algum" ~ Shakespeare

“O maior erro que se pode cometer, é ter medo de cometer algum” ~ Shakespeare

 

%d blogueiros gostam disto: