O TRABALHO DO FUTURO E O FUTURO DO TRABALHO

Um dos maiores desejos da humanidade é a capacidade de prever o futuro. Bem, estamos bem distante disto (visto o que ocorreu com a Pandemia), mas a gente começa a desenhar e almejar coisas pra chegar ao menos próximo do que acontece nos próximos anos, e é isto que o pessoal da Inova Consulting fez no seu reporte O TRABALHO DO FUTURO E O FUTURO DO TRABALHO: As Empresas, O Trabalho, O Profissional e As Profissões na Década 2020-2030 & Beyond. O material é fruto de métodos de foresight e prospectiva, utilizados pela Inova Consuting para mapeamento de Futuro, Tendências e Inovação nas mais diferentes áreas da economia e do mercado, e o resultado foi bem divertido de ler e instigante. Às vezes você nota alguns elementos já presentes em atividades existentes hoje, às vezes você pensa: como alguém vai se dedicar integralmente nisso? e em outras você pensa: é viagem. Mas muitas coisas que pensávamos há 10 anos atrás que eram viagem tornaram-se realidade hoje, não é? E quem pode assegurar que não serão daqui a 10 anos. Só o tempo responderá quais das tendências se realizarão. A seguir destaco algumas que mais chamaram a atenção:

1. CoCooning & Encapsulamento 2.0

Todos de repente se viram confinados dentro de suas casas. Por obrigação, recomendação ou consciência, trabalhando, estudando, se informando e adotando novos comportamentos de vida e relacionamento dando finalmente sentido ao conceito de encapsulamento. As implicações nos modelos de ensino e de trabalho serão grandes e novos modelos de pensamento, produtividade, aprendizagem e entrega surgirão em uma nova realidade mais fragmentada.

5. Humanismo & Solidariedade

A situação que o mundo vive, de isolamento, conjugado com a crescente consciência social de boa parte do mundo trouxe à tona um maior humanismo e solidariedade com o próximo. Um dos legados da pandemia será (espera-se) a maior consciência e preocupação com o outro. E o papel de cada um de nós e a obrigação também só aumenta daqui para a frente na busca de um mundo melhor.

7. Novos Modelos Econômicos

O surgimento do capitalismo consciente ou social, economia circular e criativa, entre outros, têm ganho força. Os modelos econômicos e políticos que nos trouxeram até aqui dificilmente se sustentarão no futuro próximo, onde pressões sociais e de órgãos de ESG serão muito mais fortes.

Além disto um ponto que me chamou a atenção foi o enquadramento das organizações privadas em quatro grandes quadrantes, identificados por cores, cada uma detalhada no reporte com os impactos na tecnologia e para os trabalhadores:

O MUNDO VERMELHO – A INOVAÇÃO COMANDA: Em um mundo com poucas regras, um mercado vibrante de especialistas e empresas de nicho lucrativos correm para atender às necessidades de indivíduos e poderosos grupos de afinidade.

CORPORATIVO É REI: O MUNDO AZUL: Empresas globais assumem o centro do palco. A escolha do consumidor domina. Uma carreira corporativa separa os que têm e os que não têm.

EMPRESAS QUE CUIDAM – O MUNDO VERDE: A necessidade de uma poderosa consciência social é fundamental. Trabalhadores e consumidores mostram lealdade para com as organizações comprometidas com seus funcionários e com mundo em geral.

O SER HUMANO EM PRIMEIRO LUGAR – O MUNDO AMARELO: Justiça e bem social são dominantes. Empresas com coração e mãos de artesãos (um trabalho autoral e criativo) prosperam em um mercado movimentado e criativo, com forte ênfase em ética e justiça.

Vale também olhar algumas das profissões em alta entre 2020 e 2030, divididas em três conjuntos: CLÁSSICAS APRIMORADAS – novos direitos, medicina tecnológica e hibridização de engenharias.
EMERGENTES – decorrentes das novas demandas a partir da modificação da economia, de mudanças significativas na estrutura social e econômica da população, do comportamento da sociedade.
NEO TECNOLÓGICAS caracterizadas principalmente pela dominância das novas tecnologias na atividade fim.

Só para vocês terem ideia de algumas das profissões, coloquei uns exemplos abaixo para entenderem o quanto essa década certamente não irá terminar da mesma forma que terminamos 2020:

  • Especialista em implantes cerebrais
  • Terapeuta Reabilitação digital
  • Walker/Talker
  • Gestor de TrendsInnovation
  • Gerente de equipe humanos-máquinas
  • Streamer
  • Desorganizador corporativo
  • Data Broker
  • Arquitetos de Mixed Reality
  • Engenheiro de Reciclagem de Dados

E outras mais (são 60 no reporte). Quem sabem você não morde a língua e acaba trabalhando em uma dessas profissões que nem imaginaria que fosse existir?

O link para o reporte está aqui

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s