Arquivo mensal: junho 2015

Aprendendo um pouco mais sobre Precificação

gerência de preços como ferramenta de marketing 4ª edição

Nessas minhas andanças pelas livrarias de São Paulo, e pela necessidade de me especializar um pouco mais na área de pricing (cuja literatura é escassa no Brasil), estava procurando alguns livros interessantes sobre o tema nessas últimas semanas. A princípio estava em busca do livro O Preço Inteligente, mas no Brasil os exemplares em lojas físicas praticamente não existem. Então saí da Livraria Cultura e fui para a FNAC, onde encontrei um exemplar do livro “Gerência de Preços como ferramenta de Marketing”. do Brasileiro Roberto Assef.

Foi um descoberta bem interessante, pois consegui absorver o conteúdo do livro em uma semana. De leitura fácil (para quem já conhece um pouco de estatística, dinâmica comercial e custos), o autor traz em seu livro os principais conceitos para uma boa administração de preços: desde o conhecimento do ciclo de vida do produto, passando pelos aspectos mercadológicos como fatores internos e externos, definição de preços, métodos de adequação de preços até aspectos tributários, natureza das operações, avaliações financeiras e indicadores de resultados e de desempenho.

Os primeiros capítulos do livro me lembraram muito os primeiros semestres da minha faculdade de marketing, onde estudamos o ciclo de vida do produto. O autor sugere como os mercados precificam seus produtos conforme a estratégia em cada ciclo (Não baixar preços no lançamento de produtos [ a não ser para prática de skimming], manter o preço para uma boa margem de contribuição em sua maturidade e aplicar preços mais agressivos em seu declínio para fazer caixa). Aspectos como o posicionamento do produto (Liderança em custos, qualidade ou participação do mercado) também são ricos em exemplos e com explicações bem objetivas.

Mas os capítulos que mais me interessaram foram o 5 e 6: Metodologia de definição de preços e Métodos de adequação de preços. Nestes capítulos, o autor expõe métodos de precificação a partir da concorrência, custos ou valor percebido pelo consumidor. Também aborda técnicas centradas no preço e relacionadas com o preço, nas quais podem abranger o PSM (Price Sensitivity Meter), Gabor-Granger, Point-Of-Sale e BPTO. Cada uma com seus ganhos e cuidados a serem tomados. Uma boa abordagem fica por conta da análise conjunta, em que se pesquisam vários aspectos do preço para tomar uma decisão ou recomendação. Os principais pontos de uma análise conjunta são o Histórico, a Definição e a Utilidade.

Já no conteúdo sobre métodos de adequação de preços, a abordagem dos micromercados para a gestão de preços e consecutivamente os métodos para adequação dos mesmos são demonstrados pelas melhores práticas atuais de Gestão de Pricing, como o Revenue Management, onde os preços são dinâmicos, variando conforme o perfil e percepção de cada cliente. O autor é muito feliz ao citar a dinâmica de preços adotada pelas companhias aéreas, e o ganho obtido através da diversificação de preços conforme o tempo e necessidade de cada passageiro, ao invés de definir um preço para todos.

Revenue Management

Também e abordada a discriminação de preços (Onde a estratégia é que alguns paguem e outras pessoas que fazem parte do processo de decisão pagam menos ou nada – Restaurantes, Baladas e Estádios de Futebol), Preços psicológicos (R$10,00 ou R$9,99) e preços com desconto.

Com exemplos bem simples e práticos, com tabelas de exemplos e um detalhe muito grande apesar de ter apenas 240 páginas, recomendo fortemente o livro para os profissionais que procuram entender um pouco mais sobre métodos claros e objetivos de precificação, ou pretendem obter maiores receitas através de uma gestão orientada pelo lucro conforme o segmento e percepção de seus clientes.

Livro: Gerência de Preços como ferramenta de Marketing

Autor: Roberto Assef

Editora: Campus

ISBN: 978-85-352-8193-4

Novas ferramentas no Excel 2016: Treemap e Waterfall Charts

Isso mesmo meu amigo: Se você ainda está tendo dificuldade para aprender o Excel 2010, prepare-se pois a versão 2016 do aplicativo mais utilizado nos escritórios do mundo todo está pronta para sair no segundo semestre de 2015, junto com a versão 10 do Windows.

Das várias opções disponíveis, duas me chamaram a atenção pela necessidade até hoje de termos que usar outros programas, gráficos estáticos, ou programação em HTML para realizá-los:

Insert Ribbon Office 2016

Insert Ribbon Office 2016

Treemap:

O famoso gráfico que demonstra o quanto cada bloco de informação representa dentro de um contexto geral (muito melhor que o gráfico de pizza), foi inserido na versão 2016. Junto com ele, o sunburst também está disponível.

Treemap Chart in Office 2016

Treemap Chart in Office 2016

Waterfall

Tem gente que chama de Building Blocks, por conta das barras e da formação visual que ele dá, mas o gráfico em estilo cascata também está disponível na versão 2016 do Excel. Antes disso, você tinha que fazer uma tremenda gambiarra no gráfico de barras pra chegar nesse resultado.

waterfall chart in Office 2016

waterfall chart in Office 2016

Espero ansiosamente pela versão final do programa, que também inclui melhorias no Power BI e Maps.

2º Encontro de Vendas Diretas Anhembi Morumbi

Poxa, porque esses encontros tão bacanas são sempre em horário de trabalho? Eu gostaria de ir, mas durante o dia na terça e quarta não consigo me ausentar do trabalho para comparecer 😦

A Universidade Anhembi Morumbi em parceria com a DirectBiz Consultants promove 2º Encontro de Vendas Diretas Anhembi Morumbi – DirectBiz, nos dias 16 e 17 de junho.

Na ocasião, estudantes e profissionais interessados no tema terão a oportunidade de participar de discussões e palestras com a presença de acadêmicos, consultores especializados no setor e renomados profissionais de empresas como Embelleze Salon, Forníssimo, Hinode, Iris Sênior, JBS Swift, Marisa Venda Direta e Polishop, entre outros.

O evento tem o objetivo de promover um debate dentro da academia sobre o assunto vendas diretas, que é considerado estratégico para empresas de todos os segmentos.

As inscrições devem ser feitas pelo e-mail eventodbiz@directbiz.com.br ou pelo telefone (11) 5185-2820. Os participantes inscritos devem levar 1kg de alimento não perecível no dia do evento para ser doado a uma instituição.

2º Encontro de Vendas Diretas Anhembi Morumbi – Directbiz
Datas e horários: 16 de junho (terça-feira), das 9h às 16h30
…………………………. 17 de junho (quarta-feira), das 8h30 às 12h30
Local: Câmpus Vila Olímpia – Sala 501C
Endereço: Rua Casa do Ator, 294

Abaixo a programação dos dois dias:

2º Encontro de Vendas Diretas Anhembi Morumbi

2º Encontro de Vendas Diretas Anhembi Morumbi

2º Encontro de Vendas Diretas Anhembi Morumbi

2º Encontro de Vendas Diretas Anhembi Morumbi

Quando seu pai manja mais que você de conectivdade

Meu pai mora na casa de baixo, e a internet é compartilhada entre eu e ele. Por isso sempre usamos o wi-fi procuramos dispositivos que atendam a necessidade dele. Basicamente é um receptor wireless no PC dele e um roteador power da TPLink. Mas ultimamente ele vivia reclamando que não conseguia ver os vídeos e as conferências via Skype estavam ruins. Como não era eu que sofria com isso, acabava não tentando solucionar tão rapidamente quanto ele queria. Foi aí que um dia meu pai chegou com um pacote que tinha comprado no mercado, dizendo que tinha “feito uma besteira”. Pra ser sincero, eu nunca tinha mexido no que ele havia comprado, e estava descrente que isso iria melhorar o sinal pra ele…

Meu pai tem 72 anos, não é um expert em tecnologia, mas depois que eu dei o computador pra ele (há uns 5 anos atrás), começou a se antenar no mundo digital. E não é que ele descobre cada coisa bacana, perto de um cara como eu que, com o passado tecnológico que tenho, vivo com certos pressupostos de que uma coisa funciona e outras não funcionam…

Então, o dispositivo que o meu pai encontrou em um Hipermercado Extra da vida é um extensor de rede da TPLink, chamado Universal WIFI Range Extender. Ele é bem pequeno (em comparação com o tamanho de um bom roteador), mais parecia um Gleid Plug (Aqueles aparelhos para mudar o cheiro do lugar ou para espantar mosquitos). Eu disse que ia ver pra ele e configurar depois, então logo no sábado pela manhã eu dei uma lida rápida no manual, e curti a parada.

300Mbps Universal WIFI Range Extender

300Mbps Universal WIFI Range Extender – Vista Frontal do dispositivo

A instalação é muito simples: se o seu roteador tiver a função WPS (Como se fosse uma chave temporária de acesso), é só ativar a chave no roteador, e em seguida apertar por uns dois segundos o único botão disponível no Extensor que ele automaticamente configura todas as informações da rede wifi da sua casa para ele, e pronto! O extensor já está configurado.

300Mbps Universal WIFI Range Extender

300Mbps Universal WIFI Range Extender – Vista Traseira do dispositivo

Ainda tem uma opção de configurá-lo via cabo Ethernet (foto abaixo) mas só se você não tiver acesso ao WPS

300Mbps Universal WIFI Range Extender

300Mbps Universal WIFI Range Extender

O recomendável é que o aparelho fica no meio entre o roteador e entre o aparelho que utilizará a conexão. Se deixar perto do roteador ou do dispositivo ele perde o sentido de “extensor”, uma vez que o sinal será igual ao dos dispositivos atuais.

E desde que meu pai comprou ele ficou satisfeito com a velocidade da internet que ele usuflui agora, além, da cobertura do wi-fi estar praticamente em toda casa agora.

Olar

Como vão vcs? Faz tempo que não posto nada por aqui

%d blogueiros gostam disto: