Arquivo mensal: dezembro 2014

Fechando 2014 (Um bom Ano)

Um ano bom, que quebrou a sequência de anos ruins de 2010,2011,2012 e 2013. Aprendi a conhecer novas pessoas, entender um pouco mais das minhas dificuldades e fui reconhecido por algumas coisas que faço bem.

Foi um bom ano. Não consegui tudo o que almejava, talvez tenha faltado um pouco mais de ambição e garra, mas com certeza foi muito melhor que em outros anos, onde eu até fazia algumas coisas, e não fazia outras, e talvez tenha me perdido um pouco no caminho dos excessos de opções.

Aprendi que a vida não segue um modelo cartesiano, por mais que queiramos que seja assim por ser Administrável e mais confortável.

Pequenas aberturas para o amor, embora não bem-sucedidas, mas já foi um grande avanço em comparação com os anos anteriores, em que nem isso eu me permitia.

Reduzi o contato com máquinas, e passei a querer entender um pouco mais sobre pessoas. Passei a ouvir mais a opinião dos outros, entender mais sobre o comportamento humano e entender que eu preciso melhorar em várias coisas.

Também nos formamos neste ano, e agora somos mercadólogos profissionais. Uma turma que estará sempre em meu coração. Quatro anos e luta e estudos para chegar onde chegamos.

Também passei receber sugestões de melhoria, até notar que se eu quiser ser uma pessoa melhor, preciso me comunicar melhor. Foram tantos aprendizados neste ano que um post em cima da hora não vai refletir de forma completa tudo o que me faz sentir grato pelo ano 2014.

Por essas e outras fico feliz por tudo o que vivi em 2014, e espero que venha muito mais em 2015.

Planejando os próximos anos sozinho

Juro que eu estou me esforçando, mas está cada vez mais difícil encontrar uma mulher bacana para ter um relacionamento sério. Até agora só encontrei tranqueiras, ou mulheres indecisas demais. A última garota, que eu achava que poderia dar certo, não sabe o que quer da vida. Esse é o pior tipo de pessoa que eu conheço. Outras só querem diversão, sem conteúdo e nada de compromisso sério. Enfim, encontro me em um beco sem saída.

%d blogueiros gostam disto: