Arquivo mensal: setembro 2014

WhatsApp como ferramenta de atendimento a clientes

 

WhatsApp

Segundo pesquisa feita em parceria pelo Sebrae e pelo E-Commerce Brasil, o whatsapp é utilizado por 18% dos empreendedores como um canal de relacionamento com seus clientes. A pesquisa é a primeira do tipo e entrevistou 668 e-commerces no país inteiro. Entre os que afirmaram utilizar a ferramenta, a maioria são pequenos empreendedores.

Minha amiga utiliza atualmente o aplicativo para realizar vendas e atendimento do seu site de artesanato, e até o momento está satisfeita com a forma de contato direta e a resolução de dúvidas em tempo real. A grande preocupação é com o aumento de escala, que pode tornar um empecilho em atender a todos prontamente. 

Para pequenas empresas, que ainda possuem pouca demanda o aplicativo atende muito bem as necessidades do consumidor de tirar as dúvidas e do empreendedor em realizar a venda direta. Porém, quanto maior o volume de atendimentos, maior a necessidade de estruturar um canal de comunicação mais eficiente e que não tenha gargalos para o tempo de resposta.

Fonte: PME

Anúncios

Rebeldes corporativos podem se dar bem na carreira

Sempre fui daqueles que não chega na hora, não costuma atentar-se muito para reuniões demoradas e acha que a etiqueta de escritório é um saco! Não, ainda não cheguei onde quero chegar na minha carreira profissional (até porque, digamos que eu sou bem eclético com relação à vocação profissional). Nunca fui daqueles que querem seguir um padrão de uma empresa ou imitar hábitos dos superiores mais bem sucedidos. Mas de forma alguma posso ser taxado de relaxado, preguiçoso ou mal-educado. Sempre tive êxito por onde passei, escolhendo pular para novos desafios sempre por impulso próprio, e nunca sendo convidado a se retirar. Acredito que quanto mais padrões você acumula, mais acaba se fechando em um labirinto que vai cercando cada vez mais a sua visão de mercado ou estilo de vida. Pessoas quadradas nunca irão passar por todas as áreas de uma esfera. Falando nisso, vale a pena dar uma linda na matéria que a Gouvêa de Souza postou na seção Gestão & Talentos, que tem o mesmo título desse post. No texto, eles demonstram que, seguir uma ideia diferente da maioria das pessoas em várias situações mostra-se mais coerente que seguir o comportamento de manada. Não que você deva ser sempre o reativo, o do contra, mas precisa conquistar o prestígio das outras pessoas para poder contestar com propriedade. Na melhor síntese, eu optaria por definir tudo em uma frase: Seja você mesmo.

Leia a matéria aqui

Análise de preços e precificação

Caramba! Como eu procurei esses dias por matérias e estudos relacionados à precificação, e como fiquei abismado em descobrir que não existe praticamente nada de material sobre análise de preços. Sim, eu tô falando sobre ESTUDO DE PREÇOS, e não de formação de preço de venda. Todo material que eu procurava ensinava a regra básica da composição e formação do preço de venda, e blá,blá,blá… muitas coisas copiadas na cara dura de outras, sem mudar vírgula, nem nada. A verdade é que o planejamento estratégico de preços no Brasil ainda é bem pouco conhecido. Exceto pelas grandes organizações e os especialistas do mercado, a informação na web sobre essa área de negócios não é muito receptiva para alguém que deseja obter informações. Daí tenho que procurar sempre pelos resultados em inglês, aí aparecem informações relevantes quando à precificação aplicada em mercados, segmentos, análises estatísticas e etc.

Aproveitei para fazer uma breve apresentação sobre o que eu estava procurando, e consegui solidificar num ppt básico para contribuir com alguma informação, caso julguem relevante ao tema. Tenho inúmeras idéias de como analisar o preço, sob a ótica do mercado, concorrência, valor percebido e orientação da empresa para o mercado, mas essas idéias ficam para outras apresentações.

Nessa apresentação, discurso um pouco sobre a importância da análise e estudo da precificação dentro das organizações afim de garantir o sucesso e perpetuação do negócio. Estudos básicos sobre quais estratégias disponíveis podem ser adotadas, orientação do preço e técnicas simples de acompanhamento e controle de preços.

Para quem estiver afim de ver, é só navegar pela apresentação logo abaixo:

%d blogueiros gostam disto: