17/06/2013 – O dia D

Vem pra rua!

Vem pra rua, pois uma cidade muda não muda!

Hoje eu acordei…    …e não foi um sonho. Não era um sonho! Era o povo!  Sem ode, sem fantasia,  sem eufemismo, sem extremismo. É o povo.  Não é apenas a força do pensamento: é o pensamento transformado em ação.
Atitude.
Não o povo como costumamos nos dirigir,  de forma pejorativa. Era a união de pessoas que não se conformam com tanto descaso e violência nesse país, tanta podridão nos co…rredores das repartições públicas e a ausência do público nos hospitais e às coisas básicas da vida.
Eu era só mais um em meio a tantos.
Assim como tantos que se imaginavam únicos, e os únicos formaram o coletivo. Você pode julgá-los, questioná-los, odiá-los ou amá-los. A única coisa que você não pode fazer neste momento é ignorá-los. Porque eles são as peças redondas nos buracos quadrados. Eles mudam as coisas:
O POVO
Anúncios

Publicado em 18 de junho de 2013, em Comportamento, Mobilidade, Sentimentos e marcado como , , , , , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: