Arquivo mensal: abril 2012

Loucos! É isto que nós somos (Meia Maratona Internacional da Corpore)

“Isso é para os loucos.. Os desajustados, os rebeldes, os encrenqueiros.. Os ‘peixes fora d’agua’.. Os que veem as coisas de maneira diferente…”

Não me canso de usar esse mantra, mas realmente, fazer uma meia sem o volume de treino necessário, realmente é coisa de louco. Tá certo, tô treinando toda semana, não estou sedentário, nada disso. Mas o grande problema é o volume do treino. Eu tava treinando em torno de 8 a 12K por fim de semana, com algumas semanas de Bike, mas para uma meia meu amigo, como eu já fiz há anos, é necessário um planejamento prévio e um volume bacana de treino, pois na hora que você está correndo, tudo vai depender da sua preparação e seu condicionamento.
Pois bem, eu e o Marcos nos inscrevemos  para essa que seria a minha primeira meia neste ano (Tem o circuito Athenas também). Mas parece que nem tudo foi como o planejado. No meu trabalho, a semana anterior foi pesada, com muita demanda e stress. Na faculdade também tínhamos vários trabalhos para entregar, e no sábado que antecedeu a corrida, eu não havia descansado, pois tinha levado minha mãe para viajar e cheguei às 22:00 do sábado em casa.
Some a isso as poucas horas de sono durante a semana e antes da prova e pronto: Você já tem um problema.
Cheguei umas 7:00AM no evento, mas pela primeira vez, vi problemas na organização da Corpore com relação à distribuição dos Kits. Havia uma fila enorme, e minha sorte é que o Shigueo já estava lá na fila para retirarmos nossa camiseta (O número de peito era a própria camiseta).
Acabamos largando com 20 minutos de atraso, pela demora na entrega.
Eu gosto das provas de meia maratona da Corpore pois eles colocam a largada para as 7:30 da manhã, o que ajuda bastante em relação ao Sol e outros fatores.
Acontece que eu tomei muito liquido durante a prova, e acabei não me sentindo bem a partir do 16ºKM. Avisei o Shigueo que não estava bem e ele seguiu em frente, e eu dei uma baixada no ritmo para ver se melhorava. Acontece que comecei a sentir calafrios, e posteriormente, câimbras (um velho problema meu), o que fez com que eu reduzisse consideravelmente o ritmo perto do final da prova.
Resumidamente foi isso o que ocorreu durante esta prova. Acabei levando mais de duas horas para fazer os 21KM´s e depois ainda fiquei por quase 1 hora descansando na USP para ver se melhorava e ia pra casa.
Podem até me perguntar: Você tá louco? E eu vou responder: Estou sim!

Às vezes nem tudo acontece da forma que queremos que aconteça. Muitas vezes você precisa de um pouco de loucura para que algumas coisas funcionem. Sendo assim, esta prova foi finalizada e a medalha está aqui junto com as outras 🙂
“Stay hungry, Stay foolish”

%d blogueiros gostam disto: