Arquivo mensal: outubro 2011

[OFF-TOPIC]: #LIMITETABACO

Recebi através do meu e-mail o convite da Samyra Torquilho sobre a campanha Limite Tabaco, que propõe a limitação da propaganda de cigarros nos pontos de venda e o uso de saborizadores (Aditivos) ao cigarro, o que acaba causando mais interesse, principalmente ao público jovem.
Esta semana, pude presenciar os efeitos mais nefastos do fumo: O Tio da amiga minha Vanessa acabou falecendo pela consequência de anos neste vício.
Também tenho parentes fumantes, e a cada dia eles estão percebendo os problemas e consequência de continuar com esta hábito nada saudável.
Como esse blog se destina à qualidade de vida e saúde, eu apoio esta campanha de corpo e alma, e também peço que você compartilhem através deste site, ou compartilhem através das redes sociais esta campanha para que não tenhamos cada vez mais jovens ingressando neste caminho sem volta.
Eu já assinei a petição on-line, e você também pode fazer a sua parte acessando o site ( http://www.peticaopublica.com.br/?pi=P2011N13630 ) e assinando a petição. Vai custar apenas alguns segundos da sua vida, mas este pequeno tempo pode ajudar a salvar a vida de milhões de pessoas que são seduzidas pelos belos comerciais e influência de quem fuma.

“Limite tabaco é uma campanha da ACT (Aliança de Controle ao Tabagismo), em parceria com a Fundação do Câncer, que tem como objetivo impor limites à indústria de tabaco, através da proibição de cigarro nos pontos de venda – evitando o contato de crianças e adolescentes com a droga cada vez mais cedo. Também estamos lutando contra o uso de aditivos (aromas e sabores) ao cigarro, que o tornam mais agradável.
Aqui no nosso site, você encontra o link para assinar o nosso abaixo-assinado, assim como os nossos links nas redes sociais: http://www.limitetabaco.org.br”

Anúncios

[UPDATE] McCorrida

Para os interessados, o Mac vai fazer uma corrida no dia 30 de Outubro, e TODA, (Sim) TODA a renda arrecadada com as inscrições irão para o Instituto Ronald McDonald.
Pela primeira vez, uma corrida de rua feminina vai reunir, em um único dia, milhares de pessoas de maneira simultânea em várias cidades da América Latina. 

Com expectativa de reunir 40 mil mulheres e seus familiares, a “McDonald’s 5K – Mulheres em Movimento” será realizada em 15 cidades da região.

Em 30 de outubro, as ruas de Buenos Aires (Argentina), Caracas (Venezuela), Cidade do México, Cidade do Panamá, Guaiaquil (Equador), Le Diamant (Martinica), Lima (Peru), Montevidéu (Uruguai), Rio de Janeiro e São Paulo (Brasil), San José (Costa Rica), San Juan (Porto Rico) e Santiago (Chile) serão tomadas pela cor rosa da camiseta oficial do evento, que será oferecida gratuitamente a todas as participantes. Em Assunção (Paraguai) e em Medellin (Colômbia), a corrida será realizada no dia 23 de outubro, respectivamente.

O evento é destinado a todas as mulheres e pretende estimular a prática esportiva, servindo como uma corrida completa ou como uma primeira experiência no esporte. “Há muitos anos, o McDonald’s apoia o esporte e participa de iniciativas que promovem um estilo de vida saudável. A ideia de realizar um evento deste porte, reunindo milhares de mulheres em 15 cidades da América Latina é incentivar a prática esportiva para toda a família”, conta Flávia Vigio, vice-presidente de Comunicação da Arcos Dorados, empresa que opera a marca McDonald’s em 19 países e territórios da América Latina.

A partir do dia 1º de setembro, no site http://www.5kmcdonalds.com, será possível conferir todas as informações e detalhes das corridas em cada uma das cidades participantes, além de interagir com um conteúdo de planilhas de treinamento, dicas de profissionais e vídeos que simulam os percursos. A partir de 15 de setembro, as inscrições poderão ser realizadas no site.

Uma forma bacana de queimar as calorias dos Big Macs e ao mesmo tempo ajudar à as crianças que têm câncer.


São Silvestre (Desabafo)

Diante de tantas mudanças, valores irreais e a sensação de fim de ano conturbado, resolvi não participar novamente da São Silvestre neste ano (Assim como eu fiz no ano passado). É uma pena que uma corrida justamente no último dia do ano, que poderia fechar com chave de ouro a conquista e toda acorreria que fizemos durante o ano, seja realizada de forma tão mercenária. A organização não se preocupa com o bem estar do corredor, ou do que ele tem que enfrentar para chegar ao centro dessa cidade e se deslocar até a largada. Pensam mais na festa que será realizada logo mais à noite, que acabou “empurrando” a chegada da prova para outro ponto da cidade, muito distante da largada.
Aí eu lhe pergunto: Onde você vai deixar o seu carro, ou como vai fazer com seus pertences e volumes? Pois é meu amigo, que a corrida viria a ser uma atividade lucrativa todos nós sabíamos, porém não podíamos imaginar que chegaria a um ponto de até distribuir a medalha antes (Imagine ganhar o premio antes da competição) com a desculpa de ser mais ágil.
Bem, só queria dizer isso, pois ultimamente, a única coisa que está me fazendo ir as provas é pra correr a quilometragem e rever os amigos. O evento em si ficou “mais do mesmo”.
%d blogueiros gostam disto: